Cidades

Cidades

Fechar
PUBLICIDADE

Cidades

Polícia Civil investiga morte de indígena em aldeia no rio Arapiuns em Santarém

Corpo de Miracildo Castro foi encontrado na quinta-feira 11 em um igarapé, com marcas de violência. Caso aconteceu na aldeia Caruci.

 

A Polícia Civil já iniciou as investigações para apurar a morte de um indígena da etnia Arapiú na região do Rio Arapiuns, em Santarém, no oeste do Pará. O corpo foi encontrado às margens de um igarapé na aldeia Caruci na quinta-feira (11) e tinha marcas de violência. A família acredita que Miracildo Castro da Silva, de 35 anos, tenha sido assassinado.

Policiais e peritos se deslocaram à comunidade nesta sexta-feira (12) para colher informações a respeito do caso e tentar desvendar o que realmente provocou a morte do indígena.

De acordo com as informações repassadas à polícia, Miracildo desapareceu na noite de quarta-feira (10) após sair do trabalho de vigia na escola da comunidade. Ela chegou a passar na casa da mãe para jantar.

Familiares relataram que o indígena tinha dinheiro na carteira. As marcas de espancamento no corpo se concentraram na cabeça.

Representantes da Fundação Nacional do Índio (Funai) acompanham o caso. “Nós recebemos uma informação de que um indígena tinha sido encontrado morto com sinais de espancamento. Essa é a única informação que sabemos, a polícia ainda vai apurar para tomarmos conhecimento real do fato e tentar solucionar”, disse o coordenador técnico local, Geraldo Dias.

A remoção cadavérica será feita pelos peritos do Centro de Perícias Criminais Renato Chaves, órgão do Instituto Médico Legal (IML), que apenas liberarão para velório e sepultamento após exames de necropsia.

 

 

 

PUBLICIDADE

Curiosidades

Mais Lidas em Cidades

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE