Cidades

Cidades

Fechar
PUBLICIDADE

Cidades

Homem morre e outro fica ferido após carro ser alvejado na Campina, em Belém

Pai e filho foram buscar sobrinho na penitenciária e deram carona para um homem. Criminosos perseguiram carro e efetuaram vários disparos contra a janela traseira do veículo.

 
 -  Homem que estava no banco traseiro do carro foi atingido pelos tiros e morreu no local.  Foto: Reprodução/ TV Liberal
Homem que estava no banco traseiro do carro foi atingido pelos tiros e morreu no local. Foto: Reprodução/ TV Liberal

Um homem morreu e outro ficou ferido no último sábado (8) depois que o veículo em que eles estavam ter sido atingido por vários tiros no bairro da Campina, em Belém. Segundo o motorista do carro, ele e o filho foram buscar um sobrinho na colônia agrícola em Santa Izabel e se tornaram alvo de criminosos, que os perseguiram no centro da capital.

Tudo aconteceu entre 14h e 15h. Estava no carro o motorista, o filho dele, o sobrinho e um homem que tinha saído da unidade da Superintendência do Sistema Penitenciário (Susipe) e pediu uma carona.

O motorista conta que seguia pela na travessa Frei Gil, dobrou na Gaspar Viana e parou no semáforo quando o carro foi alvejado. Eles foram surpreendidos por homens em um veículo prata que fez vários disparos contra o vidro traseiro do carro.

“A mãe dele [sobrinho] me pediu pra quebrar um galho e pegar ele lá. Aí o Lucas [filho] me acompanhou. Chegamos, aí esperamos uns 20 minutos. Liberaram o Gabriel [sobrinho] e outro rapaz pediu uma carona. Parei no sinal e sabe como é?! E foi muita bala! Foi muita bala! Eu arranquei com o carro, subi a calçada, passei entre um poste e um ônibus. Creio eu que foi milagre de Deus”, conta o motorista do carro, de 63 anos, que preferiu não ser identificado.

“Aparentemente, eu pensei que fosse o rapaz que estivesse ferido: ‘bora pro Pronto Socorro' e parti. Esses caras me seguiram até na Doca, mais ou menos”, lembra o motorista.

Desesperado e com duas pessoas feridas dentro do carro, eles pediram ajuda aos taxistas de um ponto de táxi em frente à um supermercado na Doca, mas não conseguiram ajuda.

“Parou um Siena cinza aqui com quatro pessoas dentro. Um senhor dirigindo, mais outro rapaz acompanhado ele e um baleado. Provavelmente já morto no banco traseiro e outro rapaz que desceu, mas não conseguia andar, se arrastando. Aí queriam que fosse levar pro Pronto Socorro da 14 porque vinha um carro seguindo. Só que nós nos recusamos a levar, porque tava sangrando muito”, justificou o taxista.

O rapaz que quase não conseguia andar é o filho do motorista, que foi levado para Pronto Socorro da 14, onde foi atendido. O homem que ocupava o banco de trás, identificado pela Polícia Militar como Jesse dos Santos Guimarães, morreu na hora.

Os outros dois ocupantes, o motorista e o sobrinho dele, tiveram ferimentos leves. O caso foi registrado na Seccional de São Brás.

Envie vídeos, fotos e sugestões de pauta para a redação do G1 Pará no (91) 98814-3326.

 

 

 

PUBLICIDADE

Curiosidades

Mais Lidas em Cidades

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE