Cidades

Cidades

Fechar
PUBLICIDADE

Cidades

Projeto desenvolve pesquisa sobre o uso de redes sociais por empresas de Santarém

O projeto é desenvolvido pela parceria entre o Brasil e a Alemanha, por meio do Centro de Pesquisas em Social CRM.

 
 -  Redes sociais ajudam empresas a faturar mais e ter bom relacionamento com clientes  Foto: Alfredo Morgante/EPTV
Redes sociais ajudam empresas a faturar mais e ter bom relacionamento com clientes Foto: Alfredo Morgante/EPTV

O Projeto intitulado “Parceria Brasil-Alemanha para estudo e desenvolvimento de práticas de Social CRM” está desenvolvendo uma pesquisa em Santarém, oeste do Pará, sobre o uso das redes sociais por parte de micro e pequenas empresas para a gestão do relacionamento com o cliente (CRM).

A pesquisa é desenvolvida pelo Centro de Pesquisas em Social CRM (SCRC) da Universidade de Leipzig, na Alemanha, em parceria com o Laboratório de Computação Aplicada (Laca), da Universidade Federal do Oeste Pará (Ufopa), e o Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae), Regional do Baixo Amazonas.

O objetivo é identificar como as empresas estão utilizando as redes sociais para os negócios, principalmente com relação ao “relationship”, que é a gestão de relacionamento com o cliente por intermédio desses espaços virtuais.

O coordenador do projeto no Brasil e pesquisador do SCRC, professor Fábio Lobato, explica que estas ferramentas têm grande potencial hoje em dia para serem utilizadas, não apenas como marketing, mas como um canal de comunicação entre cliente e empresa.

“As pessoas não querem mais ligar para a empresa, elas entram em contato por WhatSapp, Instagram, Facebook, e é possível analisar as redes sociais para saber o que os clientes estão falando sobre os serviços”, alerta.

O professor também atentou sobre a importância da integração de dados de diversas plataformas para obter informações precisas sobre o que o público alvo pensa. “Quando fazemos a fusão de dados, por meio de algumas técnicas de inteligência computacional, conseguimos ter uma radiografia melhor sobre qual a impressão do público a respeito de determinada marca, empresa”. disse.

Ao final da pesquisa, será disponibilizado um relatório com os resultados para as empresas e, posteriormente, conforme o que for observado, será montado um plano estratégico de intervenção para auxiliar as empresas a montarem estratégias quanto ao uso das redes sociais.

O projeto é desenvolvido desde 2014. São feitos diversos eventos sobre o assunto, consultorias e treinamentos para as empresas. Agora, os responsáveis resolveram focar em Santarém para dinamizar o mercado, devido o atrativo turístico da cidade.

“Temos um potencial turístico muito grande e temos percebido que isso não tem sido tão explorado nas redes sociais ou quando está sendo explorado tem algumas falhas que acabam atrapalhando o processo de ganhar mais clientes, agregar valor aos produtos e serviços que são oferecidos”, comenta Fábio Lobato.

O projeto tem fomento do Serviço Alemão de Intercâmbio Acadêmico (DAAD), que já possibilitou que alguns alunos do Brasil fossem para a Alemanha e alunos de lá viessem para o Brasil. Um aluno da Alemanha, inclusive, já estudou algum tempo no Instituto de Engenharia e Geociências (IEG) da Ufopa.

A previsão é que a pesquisa seja finalizada até o dia 24 de setembro, quando será realizada a 4ª Conferência em Social CRM, que vai ocorrer em São Luis, no Maranhão, com a participação de palestrantes internacional e algumas outras empresas nacionais. De acordo com Lobato, o evento visa diminuir a distância entre o mercado e a academia.

A intervenção final, segundo ele, por meio de cursos, começará a ser desenvolvida em dezembro, após uma observação completa do mercado.

Podem participar da pesquisa Microempreendedores Individuais (MEI), Microempresa (ME) e empresa de pequeno porte (EPP) de Santarém que vão responder um questionário sobre a utilização das redes sociais (clique aqui para saber). As informações serão restritas à pesquisa e os dados individuais não serão divulgados.

 

 

 

PUBLICIDADE

Curiosidades

Mais Lidas em Cidades

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE