Mundo

Mundo

Fechar
PUBLICIDADE

Mundo

Atirador de Fredericton, no Canadá, recebe acusações

Dois civis e dois policiais morreram nesta sexta em área residencial.

 
 -  Polícia e serviço de emergência vão ao local de tiroteio em Fredericton, no Canadá,  Foto: CBC News/Handout via Reuters
Polícia e serviço de emergência vão ao local de tiroteio em Fredericton, no Canadá, Foto: CBC News/Handout via Reuters

O homem que disparou nesta sexta-feira em uma área residencial da cidade de Fredericton, no Canadá, recebeu neste sábado (11) quatro acusações de homicídio pela morte de dois civis e dois policiais.

O atirador foi identificado como Matthew Vincent Raymond, de 48 anos. Ele deverá comparecer a uma corte local no dia 27 de agosto. A polícia ainda deve divulgar os detalhes da ação.

Os policiais foram acionados após relatos de tiros disparados em um complexo de apartamentos em uma avenida da cidade, que foi bloqueada. De acordo com o canal de televisão pública CBC, uma testemunha disse ter visto um homem armado com um fuzil abrir fogo de uma janela contra o pátio de um edifício. A polícia ainda não confirmou esta informação.

Ataque a tiros deixa 4 mortos no Canadá

Ataque a tiros deixa 4 mortos no Canadá

O atirador foi preso e recebeu atendimento médico por causa de ferimentos sérios.

Os civis mortos são os moradores Donald Adam Robichaud, de 42 anos, e Bobbie Lee Wright, de 32 anos.

Os policiais mortos são Lawrence Robert Costello, de 45 anos, e Sara Mae Helen Burns, de 43. Costello era policial havia 20 anos e deixou viúva e quatro filhos. Burns, que se tornou policial em 2016, era casada e tinha três filhos.

Tiroteio deixa mortos em Fredericton, no Canadá (Foto: Juliane Monteiro/G1) Tiroteio deixa mortos em Fredericton, no Canadá (Foto: Juliane Monteiro/G1)

Tiroteio deixa mortos em Fredericton, no Canadá (Foto: Juliane Monteiro/G1)

 

 

 

PUBLICIDADE

Curiosidades

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE