Cidades

Cidades

Fechar
PUBLICIDADE

POLÍTICA

PDT rejeita Fávaro, ameaça deixar Mauro e montar chapa com Pivetta e Sachetti

 
 -
Uma nova reviravolta agita os bastidores políticos de Mato Grosso. O pré-candidato ao governo pelo DEM Mauro Mendes corre risco de perder o apoio do velho companheiro político Otaviano Pivetta (PDT) que, mesmo mantendo publicamente sua pré-candidatura ao Palácio Paiaguás, é nome quase certo para ser vice na chapa do ex-prefeito de Cuiabá.

Acontece que Pivetta e PDT, presidido regionalmente pelo deputado estadual Zeca Viana, não aceitam Carlos Fávaro (PSD) na mesma chapa encabeçada pelo democrata. O caldo entronou quando Mauro garantiu ao ex-vice-governador o espaço de candidato ao Senado, junto a Jayme Campos (DEM).

Em tal conjuntura, o deputado federal Adilton Sachetti (PRB), um dos primeiros políticos a se colocar como pré-candidato ao Senado e a apoiar o projeto de Mauro, acabaria ficando de fora da majoritária. O que desagradou totalmente PDT e PRB, que não concordam com o fato de Fávaro ter sido vice de Pedro Taques (PSDB), renunciando ao cargo em abril.

Em resposta ao ato considerado como uma afronta, as siglas já pensam em romper com Mauro e confirmar Pivetta na disputa pelo governo, com Sachetti ao Senado. Para fortalecer eventual grupo, querem ainda puxar a juíza aposentada Selma Arruda – que trabalha para levar o PSL ao grupo de Taques - para a outra vaga à senatória.

Qualquer confirmação neste sentido é prematura, já que Sachetti teria sinalizado, até mesmo, aceitar ao convite de Taques e se abrigar no grupo político do tucano, para realizar o desejo de tentar ser senador.


RDNews

 

 

 

PUBLICIDADE

Curiosidades

Mais Lidas em Cidades

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE