Cidades

Cidades

Fechar
PUBLICIDADE

Cidades

Colombiano que passou mal após beber água no RU deixa hospital e perícia recolhe material

 
O colombiano Oskar Hoyos, que passou mal após ingerir água supostamente contaminada com algum produto químico, do bebedouro do Restaurante Universitário (RU) da Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT) nesta quarta-feira (13), já recebeu alta do hospital. Amigos do estudante afirmaram que ele já apresentou melhora. O local foi interditado e a Perícia Oficial e Identificação Técnica (Politec) iniciou as apurações na tarde desta quinta-feira (14).

Amigos de Oskar confirmaram que ele foi o estudante que bebeu a água contaminada. Há suspeita de que havia algum produto químico na água disponibilizada para os estudantes. Ele passou mal e foi encaminhado pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) para o hospital. Os amigos também disseram que Oskar já está melhor e descansa em sua casa em Cuiabá.

Após o caso a UFMT interditou o RU e afirmou que só irá reabri-lo depois que for concluída a perícia da Politec na água. A empresa Novo Sabor, que administra o restaurante, afirmou que foi sabotada e que alguém teria colocado alguma substância estranha na água.

Até o momento é a Polícia Civil quem conduz as investigações. De acordo com a assessoria da Politec a requisição para a perícia chegou no início da tarde de hoje e os trabalhos já estão sendo realizados. A Polícia Civil ainda se manifestou por meio de nota dizendo que dois boletins de ocorrência foram registrados.

Leia na íntegra a nota da PJC:

A Polícia Judiciária Civil informa que referente a suspeita de contaminação da água do bebedouro do refeitório da Universidade Federal de Mato Grosso foram registrados dois boletins de ocorrências, sendo um na noite de quarta-feira (13) e outro na manhã desta quinta-feira (14), comunicando o fato. Foi requisitada perícia na água do bebedouro (isolado e preservado pela Universidade), junto a Perícia Oficial e Identificação Técnica (Politec) e o resultado é aguardado para tomadas de providências quanto à investigação.

 

 

 

PUBLICIDADE

Curiosidades

Mais Lidas em Cidades

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE