Cidades

Cidades

Fechar
PUBLICIDADE

GERAL

Justiça determina que ex-tesoureiro do PT Delúbio Soares seja transferido de São Paulo para o Paraná

 
 -
A Justiça Federal determinou, na segunda-feira (11), a transferência do ex-tesoureiro do PT Delúbio da carceragem da Polícia Federal (PF) em São Paulo para o Complexo Médico-Penal (CMP) em Pinhais, na Região Metropolitana de Curitiba. Ele está preso desde maio deste ano.

Ainda não há data para que a transferência ocorra. O despacho foi assinado pelo juiz federal Danilo Pereira Júnior, da Vara de Execuções Penais da Justiça Federal no Paraná.

A defesa de Delúbio chegou a solicitar à Justiça Federal que ele se apresentasse à PF em Brasília e que cumprisse pena na Complexo Penitenciário da Papuda. O pedido foi deferido pelo juiz federal Sérgio Moro, responsável pelos processos da Lava Jato na primeira instância.

Delúbio, então, se entregou à PF em São Paulo, em 24 de maio. Depois disso, Moro decidiu manter o ex-tesoureiro preso em São Paulo, atendendo a um pedido do delegado da PF Igor Romário de Paula.

Na ocasião, o delegado alegou dificuldade de deslocamento e logística necessária para o transporte de presos "de forma a evitar sua exposição e mesmo fragilizar a sua segurança".

Agora, mais uma vez, a defesa de Delúbio voltou a pedir para que ele ficasse em Brasília, "próximo ao seu meio social e familiar".

Porém, Pereira Júnior afirmou, no despacho, que "não há elementos suficientes que permitam concluir que o local próximo de seu meio social e familiar corresponda a Brasília/DF".

Ainda de acordo com o juiz, constata-se a "existência de interesse da administração judiciária, para fins de instrução criminal, na inclusão do executado no sistema prisional em Curitiba/PR".

Delúbio Soares foi condenado, em 2017, a cinco anos por lavagem de dinheiro na Operação Lava Jato. A sentença é de Moro. Em março, o Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF4), em Porto Alegre (RS), aumentou a pena do ex-tesoureiro do PT para seis anos. 

Em maio, Moro determinou a prisão do ex-tesoureiro, depois de defesa de Delúbio Soares ter o último recurso negado em 2ª instância pelos desembargadores do TRF-4.

G1

 

 

 

PUBLICIDADE

Curiosidades

Mais Lidas em Cidades

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE