Cidades

Cidades

Fechar
PUBLICIDADE

REGIONAL

Marido registra BO contra Pronto Socorro de Cuiabá e diz que vítima de AVC está sem tomar banho, sem comida e sem UTI

 
Um marido prestou queixa à polícia nesta terça-feira (12) contra o Pronto Socorro de Cuiabá, por suposta negligência no atendimento à mulher dele, de 62 anos. Ela sofreu um Acidente Vascular Cerebral (AVC) e foi transferida para Cuiabá na quinta-feira (7) para que pudesse ficar em uma Unidade de Terapia Intensiva (UTI), mas até esta terça-feira ainda estava na sala de emergência.

A Secretaria Municipal de Saíde foi procurada, mas ainda não se manifestou sobre o caso.

A família mora em Porto Alegre do Norte, a 1.143 km de Cuiabá.

Segundo a denúncia que Antenor Alves Ferreira fez à Polícia Civil, a mulher dele, Enedina Gonçalves Ferreira, está sendo vítima de negligência, pois não está recebendo os cuidados prescritos no prontuário médico.

"Chegamos em Cuiabá na quinta-feira (7) e somente no sábado (9) colocaram a sonda para alimentação e, apenas na segunda-feira (11), ela recebeu a dieta pelo equipamento. Até então, ela estava praticamente sem se alimentar", contou.

Antenor relatou ainda que algumas providências só foram tomadas depois que ele e a filha Kátia Ferreira Coelho, que o acompanha, registram uma denúncia na Ouvidoria do Pronto Socorro.

"Minha mãe não toma banho há dois dias", disse a filha do casal, que é agente de saúde, na cidade onde moram.

Eles não reclamam da equipe médica, que tem feito visitas constantes e as recomendações necessárias, mas dos enfermeiros, que não estão cumprido o que está descrito no pontuário.

Além disso, pai e filha reclamam da falta de transferência da paciente para uma Unidade de Terapia Intensiva (UTI), já que esse teria sido o propósito dela ser transferida para a capital.

"Minha mãe já estava desidratada, com os lábios rachando, porque não recebia água, nem soro", disse.

Eles dizem ainda que quadro clínica de Enedina piorou desde que chegaram na unidade de saúde.

"O médico me mostrou o raio-X e o coágulo na cabeça dela aumentou. Não sabemos mais o que fazer", disse a filha.


G1MT

 

 

 

PUBLICIDADE

Curiosidades

Mais Lidas em Cidades

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE