Mundo

Mundo

Fechar
PUBLICIDADE

Mundo

No AP, Exército homenageia Cabralzinho com formatura na Fortaleza de São José

Solenidade aconteceu nesta terça-feira 15 , feriado estadual pelo Dia do Cabralzinho, patrono do 31º BIS. Cerca de 100 militares participaram do evento.

 
 -  Formatura contou com cerca de 100 militares  Foto: 34º BIS/Divulgação
Formatura contou com cerca de 100 militares Foto: 34º BIS/Divulgação

Cerca de 100 militares participaram da formatura do 34º Batalhão de Infantaria de Selva (BIS) nesta terça-feira (15), data de celebração do Dia do Cabralzinho. A solenidade aconteceu no Museu da Fortaleza de São José e contou com a exposição do uniforme e do quadro do homenageado Francisco Xavier da Veiga Cabral.

A data da formatura faz alusão ao 15 de maio de 1895, ocasião em que Cabralzinho, repeliu a invasão francesa, comandada pelo Capitão Lunier, mantendo o Amapá sob o domínio brasileiro e confirmando a atual formação territorial do Brasil.

Esse é o terceiro ano consecutivo que acontece a formatura que conta com as peças históricas cedidas pelo Museu Joaquim Caetano da Silva.

Para o comandante do 34º BIS, Gelson de Souza, Cabralzinho é um símbolo a ser seguido pelos militares e ressalta o heroísmo do homenageado.

"Entramos no exército por amor a nossa terra e lutamos por ela, e é isso que Cabralzinho fez pelo Amapá. Ele é o patrono do nosso batalhão justamente por esse simbolismo", explicou.

Comandante Gelson de Souza (ao centro) (Foto: Carlos Alberto Jr/G1) Comandante Gelson de Souza (ao centro) (Foto: Carlos Alberto Jr/G1)

Comandante Gelson de Souza (ao centro) (Foto: Carlos Alberto Jr/G1)

Cabralzinho, já condecorado com o título de general honorífico do exército brasileiro, agora também empresta seu nome para a única organização militar presente no Amapá, que agora se chama "Batalhão Veiga Cabral".

Homenagem

Considerado um herói, ele foi um dos combatentes que participaram da luta que impediu invasões de tropas francesas às terras amapaenses, especificamente na Vila Espírito Santo do Amapá, onde atualmente é o município de Amapá, a 302 quilômetros da capital.

O fato teve repercussão internacional e se tornou importante porque, apressou a resolução da questão do Contestado do Amapá (disputa de limites envolvendo França e Brasil). Por ter defendido a Vila de Amapá, Cabralzinho foi consagrado herói nacional pelas Forças Armadas e pela Maçonaria, da qual era membro.

Além do batalhão militar, Veiga Cabral também é homenageado dando nome a uma praça no Centro de Macapá com uma estátua dele, o nome de um bairro na Zona Oeste da capital e outra estátua na entrada do município de Amapá, onde ocorreu o episódio.

Solenidade aconteceu no Museu da Fortaleza de São José (Foto: 34º BIS/Divulgação) Solenidade aconteceu no Museu da Fortaleza de São José (Foto: 34º BIS/Divulgação)

Solenidade aconteceu no Museu da Fortaleza de São José (Foto: 34º BIS/Divulgação)

Tem alguma notícia para compartilhar? Envie para o Tô Na Rede!

 

 

 

PUBLICIDADE

Curiosidades

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE