Cidades

Cidades

Fechar
PUBLICIDADE

GERAL

Temer: “Se engana quem pensa que a reforma da Previdência não sairá”

 
 -
Depois da confusão envolvendo o slogan para comemorar os dois anos de governo, Michel Temer (MDB) concedeu, na tarde desta terça-feira (15/5), uma entrevista coletiva para fazer um balanço das suas realizações à frente da Presidência da República.

A comunicação do governo federal divulgou uma cartilha com pouco mais de 30 páginas com números e dados na qual destaca, entre outras coisas, que a Petrobras “renasceu” de 2016 para cá. A publicação garante: o Brasil venceu “a pior recessão econômica da história” e retomou o crescimento econômico.

Em sua fala, o chefe do Executivo reforçou o tom de salvador de uma das maiores empresas do país. “Todos nós fomos responsáveis por tirar o país do vermelho e colocar no rumo certo. Nós salvamos a Petrobrás, mas hoje é com muita alegria que nós podemos dizer: a Petrobras está recuperada”, afirmou o presidente.

Ele ainda garantiu não ter desistido da agenda reformista. “Se engana quem pensa que a reforma da previdência não será realizada”. Temer ainda classificou como pontos fortes de sua administração as quedas da inflação e da taxa básica de juros; o reajuste no valor do programa Bolsa Família, além da geração de empregos.

A agenda de reformas — trabalhista e do ensino médio — também mereceu destaque. O chefe do Executivo ainda citou a intervenção federal no Rio de Janeiro como fator preponderante na redução da criminalidade no estado.

“Os crimes estão diminuindo: na comparação com a Semana Santa de 2017, houve redução de quase 50% nos casos de homicídio doloso”, informa o texto distribuído aos jornalistas. Outras afirmações garantem que Temer vem trabalhando para melhorar a infraestrutura, a educação, os programas sociais, o meio ambiente e outras áreas do país.

Em tom descontraído, o presidente destacou investimentos no esporte visando as Olimpíadas de Tóquio: “Mas antes vamos torcer para o Brasil vencer a Copa da Rússia”.

Deslize

O evento na tarde desta terça ganhou um slogan de última hora: “Maio de 2016 – Maio de 2018 – O Brasil Voltou”. A mudança ocorreu após o convite para a cerimônia em comemoração aos dois anos do governo provocar uma crise no Palácio do Planalto O texto do material trazia a frase: “O Brasil voltou, 20 anos em 2”. Lógico, virou piada nas redes sociais. Sem a vírgula após o verbo, dá a entender que o país regrediu duas décadas sob a gestão do MDB.

Metrópoles

 

 

 

PUBLICIDADE

Curiosidades

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE