Cidades

Cidades

Fechar
PUBLICIDADE

REGIONAL

Juiz manda soltar pais de bebê que morreu depois de ser deixado com irmã de 9 anos em MT: Fatalidade

 

Os pais do bebê, de sete meses, que morreu por asfixia ao ser deixado junto com outros dois irmãos aos cuidados da irmã de 9 anos, foram soltos, depois de audiência de custódia realizada na terça-feira (13), na 3ª Vara Criminal de Rondonópolis, a 218 km de Cuiabá.

Na decisão, o juiz João Francisco Campos de Almeida diz que o caso foi uma fatalidade e que os pais não tiveram a intenção de matar o filho. Por isso, Luciano Barbosa Pereira, de 43 anos, e a mulher dele, Daniely Oliveira, de 29 anos, devem responder em liberdade por abandono de incapaz.


O advogado de defesa do casal, Onório Gonçalves da Silva Júnior, disse que a decisão foi um alívio, já que eles vivem um momento de dor pela perda do filho.


Luciano e Daniely deixaram o filho de sete meses em casa, com os irmãos, enquanto viajaram para Jaciara, cidader que fica a 73 km de Rondonópolis e a 143 km de Cuiabá.


Os pais alegaram que a viagem demorou mais do que o esperado e que, quando chegaram, encontraram a criança desacordada. O bebê foi levado para o Pronto Atendimento Infantil, onde foi constatado que já estava morto.


A polícia foi acionada e fez o boletim de ocorrência, onde consta asfixia como causa da morte.


Mesmo com a concessão de liberdade, a polícia vai continuar investigando o caso.


O juiz alertou que a sentença pode ser alterada, caso as investigações comprovem que os pais tiveram culpa na morte da criança.


A irmã do bebê, de nove anos, disse ao Conselho Tutelar que sempre ficava responsável por cuidar do irmão de 7 anos e dos gêmeos de sete meses, quando os pais saíam de casa.


G1MT

 

 

 

PUBLICIDADE

Curiosidades

Mais Lidas em Cidades

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE