Cidades

Cidades

Fechar
PUBLICIDADE

Cidades

Ibama determina que testes nas novas turbinas da usina de Belo Monte sejam suspensos

A medida foi tomada depois do registro da morte de peixes no rio Xingu. Empresa vai ter que apresentar ao Ibama um plano de mitigação em relação à morte dos peixes.

 

O Ibama determinou que os testes nas novas turbinas da hidrelétrica de Belo Monte, em Altamira, sudeste do Pará, sejam suspensos. A medida foi tomada depois do registro da morte de peixes no rio Xingu.

Durante uma visita a Altamira na tarde desta terça-feira (13), a presidente do Ibama falou sobre a notificação feita pelo instituto na última sexta-feira (9) à Norte Energia, responsável pela usina. O Ibama determinou que a empresa parasse os testes.

“Nós achamos por bem e uma medida de precaução notificar a empresa. Ela vai ter que nos apresentar um plano de mitigação em relação à morte dos peixes antes de fazer o teste da turbina”, disse a presidente do Ibama Suali Araújo.

O Ibama disse que a medida é necessária para evitar danos ambientais maiores, justamente neste período de reprodução de várias espécies no rio Xingu.

“Esse plano vai ser avaliado, e, se bem avaliado, a gente libera”, disse o diretor de licenciamento ambiental do Ibama Amado Pereira.

Em nota, a Norte Energia informou que tem providenciado a implantação de barreiras e outras soluções tecnológicas que evitem a aproximação dos cardumes das zonas de sucção das unidades geradoras.

Essa não foi a primeira vez que a mortandade de peixes foi registrada na área da hidrelétrica de Belo Monte desde que ela entrou em operação. Em abril de 2016, foi registrada morte de peixes.

O Ibama informou que está apurando o volume de peixes mortos durante os testes realizados com as outras oito turbinas já em funcionamento.

Envie vídeos, fotos e sugestões de pauta para a redação do G1 Pará no (91) 98814-3326.

 

 

 

PUBLICIDADE

Curiosidades

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE