Mundo

Mundo

Fechar
PUBLICIDADE

Mundo

Presidente do Peru viaja para região atingida por terremoto no sul do país

Terremoto de magnitude 7,1 graus deixou dois mortos e mais de 60 feridos, segundo fontes oficiais

 

O presidente do Peru, Pedro Pablo Kuczynski, viajou neste domingo (14) para a região no sul do país que foi atingida na madrugada por um terremoto de magnitude 7,1 graus que, segundo fontes oficiais, deixou dois mortos e mais de 60 feridos.

"Neste momento, partimos de Marcona e nos dirigimos para Acarí e Chala, em Arequipa", informou Kucyznski pelo Twitter, citando as regiões afetadas pelo tremor registrado na madrugada.

O presidente informou que quer verificar pessoalmente a magnitude dos danos causados e enviar a ajuda humanitária necessária.

A presidente do Conselho de Ministros do Peru, Mercedes Araóz, afirmou que todo o governo está mobilizado para atender as necessidades dos feridos e dos familiares das vítimas.

"O presidente já está na região de emergência liderando a ajuda. Irmãos do sul, vocês não estão sozinhos", escreveu Araóz em uma rede social, informando que publicará ainda hoje um relatório dos danos.

O forte sismo ocorreu às 4h18 locais (7h18 em Brasília) deixou um morto no distrito de Chala e outro, não identificado, no distrito de Bella Unión.

O chefe do Instituto Nacional de Defesa Civil (Indeci), Jorge Chávez, declarou que os feridos foram atendidos em diferentes locais da província de Arequipa.

Chávez disse que em Chala há 30 imóveis afetados pelo tremor. Os feridos da região sofreram lesões de menor consideração do que as reportadas em Acarí, Bella Uníon, Yauca, Cora Cora e Nazca.

O epicentro do sismo se localizou no oceano Pacífico, a 56 quilômetros da localidade costeira de Lomas e a 48 quilômetros de profundidade, segundo o Instituto Geofísico do Peru (IGP).

O tremor teve uma intensidade de VI na escala de Mercalli, considerada pelos especialistas como "forte".

O Serviço Geológico dos Estados Unidos (USGS), no entanto, afirmou que o terremoto teve magnitude 7,1 graus e anunciou que nenhum alerta de tsunami foi ativado, uma informação confirmada pela Marinha de Guerra do Peru posteriormente.

 

 

 

PUBLICIDADE

Curiosidades

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE